segunda-feira, 2 de julho de 2012

Crumble de Pêssego ‘Paraguaio’ e Speculoos

Crumble de Pêssego ‘Paraguaio’ e Speculoos   ...   e umas perguntas


Gosto muito de fazer sobremesas com fruta e hoje decidi fazer um Crumble com esta variedade de pêssego, cujo nome, em portugês, desconheço. Em Espanha chamam-se Paraguayos ou Chatos (não por serem chatos de aturar mas pela sua forma achatada). Trata-se de uma variedade de pêssego,  mas de forma mais achatada, com uma polpa mais amarela alaranjada e uma textura mais sumarenta. É muito cultivado em Espanha, sobretudo na região de Murcia.
Encontrei varias traduções:
Em inglês: Saturn Peach;
em italiano: pesche saturnine;
espanhol:  paraguayo ou chato;
e em português: não encontrei. Será qu alguém me sabe dizer?
Aqui estão os chatos:

As bolachas Speculoos, vêm da Bélgica e têm um sabor a carmelo e canela.  
Aqui estão elas:

São bolachas, carmelizadas com sabor a canela. Se alguém souber onde se podem comprar estas bolachas em Portugal, digam-me por favor.
Temos fruta, temos bolachas, já podemos fazer o nosso crumble.

Crumble de Pêssego ‘Paraguaio’, Speculoos e Philadelphia


Ingredientes para 2 pessoas:

65 gr de queijo creme Philadelphia
65 gr  de Speculoos triturados
4 pêssegos paraguaios
10 gr açucar moreno

E foi assim que fiz:
1. Num tachinho, cozi os pêssegos descascados e cortados aos bocados durante aproximadamente 15 minutos, até se desfazerem em compota. Juntei o açucar, um pouco de canela e envolvi.
2. Entretanto, triturei a bolacha e juntei o queijo, amassei rapidamente com a ponta dos  dedos até formar uma massa granulada. Coloquei esta massa no frigorífico e liguei o forno a 180ºC.
3. Deitei a compota de pêssego em duas forminhas e distribui a massa por cima. Introduzi--as no forno quente e durante os 30 minutos de espera, fui-me estender na cama de rede ao sol, para também 'assar' um pouco. Quando voltei, para ver o que se estava a passar no forno, vi que a fruta estava a caramelizar. É mesmo assim que eu gosto dele! Retirei do forno, deixei arrefecer um pouco e comi com gelado de baunilha.
Notas:
 - Esta receita foi tirada do web site da marca Philadelphia. É a versão que eu costumo fazer.
 - Pode-se fazer com outra fruta, conforme as cores das estações do ano.
 - Também se pode fazer com outro tipo de bolacha.

Fácil, rápido, e tão bom.
Desejo-vos um belo dia.

9 comentários:

  1. Olá!

    Cheguei ao seu blog através do "Cozinhar com os Anjos"! Vim dar uma espreitadela e gostei muito do que vi! :-) Em relação aos pessegos de que fala em Portugal também se encontram, infelizmente não em tantos sitios como eu gostaria, porque os adoro mesmo! Por cá chamamos-lhe simplesmente "Paraguaios"...

    São

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São!
      Muito obrigada pela informação.O facto de viver fora de Portugal deixa-me 'desactualizada'. Foi a primeira vez que utilizei paraguaios (que também gosto muito) numa preparação cozida e ficou uma delícia.
      Agradeço e desejo-lhe um dia feliz.
      Sandra

      Eliminar
  2. Olá Sandra,

    Crumble é tudo de bom. é uma sobremesa Americana, que fazem para aproveitar todas as frutas, apesar que muitas pessoas pensam que só se pode fazer com maçãs. A informação foi-me passada pela minha amiga Manuela que viveu muitos anos no Canadá.

    Os pêssegos cá também têm o mesmo nome,pelo menos nas tabletas do preço, é esse nome que colocam, mas vou informar-me..

    Gostei do teu crumble com o queijo nunca fiz, mas vou experimentar. Sabes? Gosto de encontrar, os bocados da fruta, quando fizer, vou fazer com os pêssegos em cru, envolvidos no açúcar e canela, e depois sim polvilhar com o crumble (farofa) e deixar gratinar, pois o tempo de gratinar o mesmo, é o tempo suficiente para cozinhar os pêssegos.

    As bolachas, já sabes que procurei em todo o lado até ao Corte Inglês fui sem sucesso,mas vou continuar.

    Adorei o pormenor de te esticares na cama de rede a assar amiga é preciso (sorrisos)...

    Continua, que estou a gostar.

    Beijinhos com muito carinho.

    I.M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel,
      Experimente com a fruta em cru, também fica uma maravilha. Sei que esta receita na sua origem é feita com manteiga, mas é um ingrediente que não
      vão ver muito no minha cozinha (colesterol elevado). Quando experimentei com queijo fiquei sorpreendida e adoptei.
      Estive a falar com uma amiga belga (que vive em Portugal). Talvez haja Speculoos no Continente ou Jumbo pois são supermercados francesas.
      Um beijinho e obrigada.
      Sandra

      Eliminar
  3. Olá Sandra,

    Não vale a pena enviares as bolachas Speculoos, pois eu não encontrei quando procurei por esse nome, mas Lotus já encontrei, agora tenho as bolachas perto de casa. Obrigada, beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde.
      Você sabe onde encontro a bolacha e a pasta Speculoos no Brasil?

      Obrigado.

      Eliminar
    2. Olá João,
      Infelizmente não faço ideia onde comprar Speculoos no Brasil. Estas bolachas, apesar de serem uma especiladade belga, tornaram-se bastante populares em España e podem-se comprar em grandes superficies. Tente nalgum supermercado que tenha produtos de importação ou talvez numa página web tipo 'Amazon' de compras on-line. Sei que há um fabricante que exporta para o Brasil. Boa sorte e se alguém tiver a resposta, diga-nos por favor.
      Sandra

      Eliminar
  4. Olá Isabel,
    Ainda bem que encontraste, mas as minhas devem estar mesmo a chegar.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar